Antonio Domingo Rufatto (TONY)

História de vida de Tony Rufatto

Antonio Domingo Rufatto, filho de Valdemar Francisco Rufatto e Catarina Rufatto. Casado com Selma Aragão Rufatto. Pai de Denis e Suelen Rufatto. Avô de Maria Antonia Rufatto. Tony tem mais 06 irmãos: Adelmo, José, Lir, Ademar, Salete e Leodete.

 

Tony chegou ao estado de Mato Grosso em 1982, na cidade de Sorriso onde permaneceu até o ano de 1984, de lá veio para o município de Paranaíta trabalhar em um trator esteira de seu irmão José no ‘garimpo zé da onça’, onde permaneceu pouco tempo.  Ainda no mesmo ano foi atuar como tratorista, realizando a abertura da estrada São Benedito, na época ajudou a abrir 43 km de estrada, que atualmente foi nomeada de Rodovia Gerson Serafim.

 

No ano de 1984 voltou a trabalhar no garimpo do seu irmão, como operador de trator esteira, trabalhou até 1º de janeiro de 1985, dia em que ocorreu um fato que vinha a mudar novamente o rumo de sua vida, ao derrubar uma arvore a mesma caiu em cima do trator esteira que operava, o prejuízo causado foi enorme e fez com que comprometesse dois anos de seu salário para fazer o conserto.

 

Após a ocorrência deste fato, preocupado com o gasto que Tony iria ter, um garimpeiro, de nome Deosdete ofereceu um barranco para que ele trabalhasse como garimpeiro, Deosdete o ajudou a abrir uma conta no banco, porém para abrir essa conta o senhor Luiz Franzoia lhe emprestou o dinheiro. Com a abertura da conta conseguiu um talão de cheque, procurou então a empresa Agromel onde comprou um motor para pagar com trinta dias. Após a compra do motor foi para o garimpo e em nove dias baixou um barranco com 412 gramas de ouro, com este dinheiro pagou o motor e adquiriu um novo motor Agrale 790, com uma bomba 03 polegada e 60 metros de mangueira para bico jato também para pagar com 30 dias. Com esse novo equipamento foi possível baixar outro barranco em 12 dias que rendeu 309 gramas de ouro. Retornou a empresa e pagou os equipamentos e com o saldo comprou um trator esteira. Ainda no garimpo baixou mais um barranco com 33 dias que gerou um 1. 154 gramas de ouro, com esse valor pagou o trator esteira e conseguiu adquirir uma caminhonete, assim começou a fazer o seu capital. A sua passagem pelo garimpo foi encerrada com êxito e em 3 meses conseguiu 12 quiilos e 620 gramas de ouro.

 

No final do ano de 1985 retornou para o Município de Sorriso onde permaneceu até 1988. Foi morar no litoral de São Paulo onde sua esposa, Dona Selma engravidou e foi ai que decidiram retornar à Paranaíta.

Em 1994 retornou ao município de Paranaíta, começou a trabalhar com sua empresa no ramo de madeira. A madeireira Rufatto empregou até 110 funcionários, neste período criou e foi Presidente da Associação dos Madeireiros de Paranaíta – AMAPAR. Começou nesta época a trabalhar junto ao Governo do Estado de Mato Grosso, na gestão do então Governador, Dante Martins de Oliveira, com sua empresa TERMADE - Madeiras e Terraplanagem, cuidou das MT’s 206, 208 até o Rio Juruena, foi aí que ficou conhecido como “ANJO DAS ESTRADAS”.

Trajetória Política:

No ano 2000, Tony foi candidato a vice-prefeito;

Em 2004 foi candidato a Prefeito;

Em 2012 foi eleito Prefeito Municipal de Paranaíta para a gestão 2013/2016;

Em 2016 tornou-se o primeiro prefeito da história de Paranaíta a se reeleger, e governar o município de 2017/2020.

Durante todo esse tempo foi empresário nos ramos de terraplanagem e madeireira, Com apoio e parceria da sua Esposa Selma Rufatto, Tony sempre atuou nas atividades religiosas, trabalhos sociais, conselhos, dentre eles foi presidente do Conselho Municipal de Segurança Pública sempre representando e defendendo os interesses da população paranaitense.

 

©2016 - Prefeitura de Paranaíta - Todos os direitos reservados.